domingo, 11 de janeiro de 2009

Heavy metal: história e caracteristicas

Já que o Raul postou um desenho relacionado ao heavy metal, eu decidi falar um pouco sobre sua história. Afinem suas guitarras e liguem suas caixas porque isso é rock n' roll!

O heavy metal é um gênero do rock que se desenvolveu no final da década de 1960 e no início da década de 1970, em grande parte, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Tem suas raízes no Blues-rock e Rock Psicodélico.
Sua origem é dada quando bandas como
Cream, Jimi Hendrix Experience, Blue Cheer e Led Zeppelin começam a mudar o andamento do blues, eletrificando e dando um peso descomunal ao mesmo e fazendo uso de distorção nos riffs de guitarra que passam a ser extremamente marcantes.


Ozzy Osbourne, considerado o pai do Heavy Metal.

O Heavy Metal que surgiu como subgênero do rock acabou por se tornar um universo próprio, um braço do rock com personalidade própria, autonomia e diversos subgêneros variados. Os subgêneros mais populares do heavy metal são: proto-metal,power metal, New Wave of British Heavy Metal, glam metal, pop metal, metal progressivo, speed metal, thrash metal, death metal, black metal, crossover, doom metal, grunge, pós-grunge, sludge metal, stoner metal,industrial, rap metal, new metal, grindcore.

Sonoramente o heavy metal se caracteriza por riffs pesados, bateria marcada por tons graves, secos e retumbantes, vocais característicos diversos que vão do agudo, agudo melódico, aveludado, rasgado ao grave gutural, e solos de guitarra complexos. As músicas se alternam das mais diversas formas com levadas rápidas, lentas, cadenciadas, ininterruptas, com pausas, sem pausas, com "cavalgadas", com palhetadas precisas e power chords.Além dos marcantes riffs de guitarra apresenta como marca a escalas pentatônicas.


Iron Maiden, uma das bandas mais famosas de Heavy Metal.

As letras do heavy metal utilizam-se de uma diversa gama de temas que vão de protestos contra elementos repressores da sociedade, ocultismo, satanismo, depressão, tristeza, solidão, raiva, medo, o lado obscuro do ser humano, o bom humor, a alegria, a injustiça, musicalização de contos, poemas, a história de civilizações, momentos ou heróis da humanidade, trabalhos conceituais, o humor, a fuga da realidade, a psicodelia, as experiências com drogas, referências mitológicas e em alguns casos protesto contra religiões opressoras. Há que se notar que apesar do forte estigma “carregado” de alguns temas obscuros também existem muitas bandas de heavy metal que falam bem de religião, vestindo a camisa do cristianismo ou falando sobre o fim de conflitos pelo mundo. Existem também muitas bandas que simplesmente se abstêm de falar mal de religiões, não tomando partido dessas discussões. Isso é bom para acabar de vez com o certo preconceito existente contra o heavy metal e suas variadas vertentes.

Nenhum comentário: